Política

Dirceu é autorizado a passar Natal e ano novo com sua mãe em MG

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

BRASÍLIA, DF - O ministro Luís Roberto Barroso, relator do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou o ex-ministro José Dirceu a passar o Natal e o ano novo com sua mãe na cidade de Passa Quatro, em Minas Gerais. 

continua após publicidade

De acordo a decisão, Dirceu poderá se ausentar de Brasília entre os dias 23 de dezembro e 2 de janeiro. Em Passa Quatro, terá que seguir as mesmas regras da prisão em regime aberto que é submetido na capital federal. 

No pedido à Justiça, Dirceu justificou a viagem dizendo que não vê sua mãe desde que foi preso, em 15 de novembro de 2013. Destaca ainda que ela está com 94 anos de idade e impossibilitada de viajar. 

continua após publicidade

Barroso, ao acatar o pedido, ponderou que presos no regime semiaberto -modalidade mais rígida que a de Dirceu, que cumpre prisão em regime aberto- são autorizados a visitar a família. O ministro também acrescentou a idade avançada da mãe de Dirceu e decidiu autorizar a viagem em "caráter excepcional". 

Na decisão Barros ainda tornou definitiva sua decisão que impediu Dirceu de viajar a São Paulo por motivos de trabalho. No último fim de semana, o ministro determinou que o condenado no processo do mensalão retornasse de uma viagem que fez à capital paulista. 

Dirceu havia obtido uma autorização da Vara de Execuções Penais para tratar de assuntos relativos à sua empresa em São Paulo. Para Barroso, o trabalho de condenados deve estar ligado ao local onde ele cumpre pena. 

continua após publicidade

O ministro ainda destacou que, apesar de estar no regime aberto em prisão domiciliar, ele é um condenado que cumpre pena. 

"A prisão domiciliar substitutiva do recolhimento em Casa de Albergado não perde a sua natureza de pena privativa de liberdade (...) para que não fique despida do seu caráter de sanção -prevenção, retribuição proporcional e ressocialização- a prisão domiciliar tem de ser séria e efetiva."