Política

CPMI da Petrobras insiste em acesso à delação premiada de Costa e Youssef

Da Redação ·
Foto: arquivo
Foto: arquivo

Integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI)  da Petrobras se reuniram mais uma vez com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir acesso aos termos da delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef, investigados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), que investiga desvios de recursos da Petrobras.

continua após publicidade

Nesta quarta-feira (5), quatro integrantes da CPMI pediram ao ministro Luís Roberto Barroso acesso à delação. Barroso é relator do mandado de segurança impetrado pela CPMI para ter acesso às informações. Segundo o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), Barroso disse que precisa de informações do relator do caso no Supremo, ministro Teori Zavascki, para avaliar o pedido.

“Nós fizemos um relato sobre a necessidade de o Congresso precisar dessa decisão, até para que outros fatos dessa natureza possam estar balizados. Com o comprometimento do STF, eu espero, brevemente, ter uma decisão”, disse.

continua após publicidade

Em depoimento ao Ministério Público Federal e à PF, no mês passado, Costa e Youssef citaram nomes de parlamentares que receberam propinas no esquema.