Política

Em último programa de rádio, Dilma e Aécio priorizam falas de aliados

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em último programa de rádio, Dilma e Aécio priorizam falas de aliados
Em último programa de rádio, Dilma e Aécio priorizam falas de aliados

SÃO PAULO, SP - No último dia de horário eleitoral de rádio antes do segundo turno das eleições, as campanhas dos presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) usaram parte do tempo do programa nesta sexta-feira (24) em depoimentos de celebridades e aliados políticos.

Após uma narradora dizer que "quem é do bem está com Aécio", uma série de personalidades da política, -como a ex-candidata a presidente Marina Silva (PSB) e o senador eleito Romário (PSB-RJ)-, da música -como os cantores sertanejos Leonardo e Zezé di Camargo- e ex-atletas -como Zico e Ronaldo- declararam apoio ao candidato.

"Aécio assumiu publicamente fortes compromissos com o povo brasileiro. Com esses compromissos, Aécio acende uma luz na escuridão dessa campanha eleitoral", disse Marina.

A propaganda de Dilma repetiu ao eleitor que ele não "vai trocar o Brasil que está dando certo" pelo "duvidoso". Vozes anônimas de eleitores defenderam os programas sociais do governo federal e o voto na petista. Também foram usadas falas de apoio de artistas como o rapper Emicida e a cantora Negra Li.

No final, o ex-presidente Lula pede o voto em Dilma e discursa que "os direitos e as conquistas dos trabalhadores estão agora sob ameaça". 

continua após publicidade