Política

Se eleito, Aécio promete simplificar sistema de impostos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Se eleito, Aécio promete simplificar sistema de impostos
fonte:
Se eleito, Aécio promete simplificar sistema de impostos

RIO DE JANEIRO, RJ - O candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, voltou a afirmar nesta terça-feira que, se for eleito, enviará ao Congresso Nacional em sua primeira semana de governo um projeto para simplificar o sistema tributário. O tucano deu a declaração durante visita ao mercadão de Madureira, no subúrbio do Rio.

continua após publicidade

"O sistema tributário é oneroso na complexidade do pagamento desses impostos. Quero reiterar que, se eleito, vou apresentar na primeira semana do nosso governo uma proposta de simplificação do sistema tributário. As empresas gastam mais de R$40 bilhões para a manutenção da máquina pagadora. Isso não tem lógica e eu quero caminhar na direção da unificação dos impostos indiretos, na direção de um imposto de valor agregado, sempre priorizando o pequeno e o micro [empresário].. que é aí que está a maioria dos empregos", disse Aécio Neves.

O candidato afirmou que como governador de Minas Gerais diminuiu tributos referentes a mais de 200 produtos e disse que a arrecadação do Estado aumentou na sua gestão.

continua após publicidade

"Diminui tributos da cesta básica, de higiene pessoal e de material de construção. E a arrecadação do estado não diminuiu, ao contrário.. as pessoas passaram a consumir mais e no final a arrecadação acabou aumentando", afirmou.

Aécio Neves disse também que o crescimento econômico está ligado à credibilidade e clareza com que medidas federais são tomadas. "Assumo na reta final dessa campanha o compromisso com o crescimento da economia brasileira. A Simplificação [de impostos] é prioridade absoluta. Os pequenos e micro empreendedores precisam de desburocratização. Vamos ter tolerância zero com a inflação", destacou.

O tucano ficou menos de uma hora no mercadão, concedeu entrevista ao vivo à rádio do espaço no final da manhã, falou com a imprensa e cumprimentou eleitores de comércios do calçadão de Madureira.

continua após publicidade

Acompanhado do senador Francisco Dornelles e do deputado federal Índio da Costa, ele voltou a criticar as rivais Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) e ressaltou estar "otimista" em virar o jogo no próximo domingo (5).

"Quem tem condições de vencer o PT no segundo turno e governar com eficiência e qualidade, com coragem, somos nós. A nossa candidatura é a única que cresce nessa reta final", disse.