Política

Fotógrafo é espancado durante agenda de Aécio em SP

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP - O fotógrafo da agência de notícias Associated Press (AP) André Penner foi espancado por seguranças durante agenda do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, nesta sexta-feira (26).

continua após publicidade

O tucano fazia uma caminhada em Taboão da Serra (SP) ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e de candidatos a deputado estadual e federal. Houve tumulto entre a imprensa, e seguranças que faziam um cordão de isolamento para os políticos.

Após a passagem de Aécio por um comércio, Penner foi cercado por um grupo de ao menos três seguranças e agredido com socos na cabeça e chutes. Ele chegou a cair no chão e foi prensado contra um carro que estava estacionado.

continua após publicidade

A agressão só parou quando militantes, fotógrafos e jornalistas apartaram a confusão. A câmera do fotógrafo desapareceu, mas pedaços de seu equipamento ficaram espalhados pela rua.

Penner disse que a agressão ocorreu após um empurra-empurra. "Fui agredido, fui espancado pelos seguranças da campanha", relatou.

Ele identificou dois de seus agressores. Os homens não quiseram se identificar nem dizer para quem trabalhavam. Quando abordados pela reportagem, eles disseram que Penner "caiu sozinho" e ameaçaram os jornalistas.

continua após publicidade

Neste momento, os seguranças acompanhavam a comitiva da candidata a deputada Analice. Aécio e sua comitiva deixaram o local pouco depois da confusão. Ele e Alckmin não viram a agressão.

A reportagem ainda não conseguiu um posicionamento oficial da assessoria de Aécio sobre o ocorrido.