Política

Aécio Neves declara em entrevista que "reeleição faz mal"

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Aécio Neves declara em entrevista que "reeleição faz mal"
fonte: Foto: Divulgação
Aécio Neves declara em entrevista que "reeleição faz mal"

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, elogiou nesta quarta-feira (10), em sabatina do jornal "O Globo", a iniciativa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de lançar o Bolsa Família. Aécio também defendeu o legado de seu colega de partido, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Ele ainda afirmou que a presidente Dilma Rousseff "desmoralizou" a reeleição.

continua após publicidade

Aécio argumentou que as circunstâncias que envolviam o governo de Fernando Henrique eram diferentes daquelas em torno de Lula. Ele disse que não haveria o governo do PT se não tivesse havido o do PSDB. Aécio afirmou que FHC foi fundamental no controle da inflação e que Lula acertou também em manter os pilares macroeconômicos de seu antecessor.

"Eu não acho que o PT só errou, não. Eu tenho a capacidade de compreender que a construção que temos hoje - hoje o Brasil é muito melhor do que era há algumas décadas atrás -, é uma construção de vários governos. Ao manter os pilares macroeconômicos de meta de inflação, de câmbio flutuante, de superávit primário real, ele [Lula] acertou. Esqueceu seu discurso, mas acertou. Ao unificar os programas de transferência de renda , que nós já deveríamos ter feito no nosso governo, Bolsa Escola, Bolsa Alimentação, Vale Gás, que se transformaram no Bolsa Família, ele acertou", disse Aécio.  

continua após publicidade

O candidato também foi questionado sobre um eventual segundo mandato e se, caso eleito, acabaria com a reeleição. Ele alegou que a presidente Dilma Rousseff "acabou por desmoralizar a reeleição". Aécio disse, no entanto, que não vai afirmar neste momento da campanha que vai acabar com o segundo mandato, para não parecer "algo eleitoreiro".

"Não morreria de amores por um segundo mandato. Só não vou fazer essa afirmação agora para não parecer algo eleitoreiro. [A reeleição] foi uma experiência. A reeleição não foi votada pelo Fernando Henrique, foi votada por prefeitos, pelo Congresso. Foi uma experiência que o Brasil buscou naquela época. Eu acho que a reeleição faz mal ao Brasil. É uma covardia, uma disputa desigual. E a presidente Dilma acabou por desmoralizar a reeleição. Eu acho que nós temos que ver aquilo que deu errado e modificar. O governo não é para aprenderem a governar no governo", disse.

Aécio chegou ao local da sabatina, no Museu de Arte do Rio, acompanhado do senador Francisco Dornelles, candidato a vice governador de Luiz Fernando Pezão no estado do Rio. Antes de começar a entrevista, ele brincou com crianças de uma escola municipal que visitavam o museu.

Na mesma resposta em que reconheceu a importância dos programas sociais do governo Lula, Aécio disse que a gestão do ex-presidente deixou de respeitar os pilares da macroeconomia a partir da segunda metade do segundo mandato. Para Aécio, isso prejudicou a economia do país.