Política

Sob ameaça de investigação, Marina corrige patrimônio declarado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Sob ameaça de investigação, Marina corrige patrimônio declarado
fonte:
Sob ameaça de investigação, Marina corrige patrimônio declarado

BRASÍLIA, DF - A candidata à Presidência Marina Silva (PSB) enviou à Justiça Eleitoral retificação de seu patrimônio declarado, acrescentando um saldo de R$ 45,6 mil em aplicações bancárias.

continua após publicidade

O valor informado -aplicado em poupança e em renda fixa no HSBC- representa um terço do que Marina havia informado como a totalidade de seus bens, no início de julho. Com a retificação, o patrimônio declarado sobe de R$ 135 mil para R$ 181 mil.

A correção foi pedida à Justiça na última quinta-feira (4), o mesmo dia em que veio à tona a informação de que a campanha de Dilma Rousseff (PT) iria pedir ao Ministério Público investigação sobre eventual omissão de Marina em relação aos seus ganhos com palestras.

continua após publicidade

No dia 31 de agosto, quatro dias antes do pedido de retificação de seus bens declarados, a Folha de S.Paulo revelou que empresa aberta pela ex-ministra do Meio Ambiente obteve faturamento bruto com palestras de R$ 1,6 milhão entre março de 2011 e maio de 2014.

O lucro obtido foi de R$ 1 milhão, dinheiro que, segundo sua assessoria disse no início do mês, foi usado "exclusivamente para a sua sobrevivência e de sua família".

O advogado da campanha de Marina, Ricardo Penteado, afirmou que houve um esquecimento na declaração inicial feita à Justiça Eleitoral, no início de julho, quando Marina ainda era vice na chapa de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no dia 13 de agosto.

continua após publicidade

Segundo Penteado, os valores estão informados na declaração de Imposto de Renda da candidata. O pedido de correção foi autorizado pelo ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) João Otávio de Noronha, relator do pedido de registro da candidatura de Marina.

Os bens de Marina, já retificados, se dividem em R$ 7,5 mil em contas bancárias, R$ 5.000 como capital de sua empresa, e R$ 102,5 mil relativos a casa e lotes no Acre, seu Estado natal.

Os principais adversários de Marina declararam à Justiça patrimônio bem maior. Dilma Rousseff informou ter R$ 1,751 milhão. Aécio Neves (PSDB), R$ 2,5 milhões.