Política

Dilma diz que plano de Marina a deixa preocupada quanto aos empregos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dilma diz que plano de Marina a deixa preocupada quanto aos empregos
fonte: Foto: Divulgação
Dilma diz que plano de Marina a deixa preocupada quanto aos empregos

Candidata à reeleição pelo PT, a presidente Dilma Rousseff afirmou neste domingo (31) que o programa de governo da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, a deixa preocupada em relação à geração de empregos no país.

continua após publicidade

"Eu quero dizer que eu li nesse fim de semana o programa da candidata [Marina Silva] e vi propostas que me deram muita preocupação no que se refere tanto à criação de empregos quanto à questão da indústria nacional”, afirmou a presidente, que chamou os jornalistas ao Palácio da Alvorada para falar sobre exclusivamente sobre o assunto.

Dilma criticou pontos no programa da candidata do PSB referentes às indústrias naval e automobilística. A presidente ressaltou que em seu governo 12 fabricantes de veículos ampliaram investimentos no Brasil, como as alemãs Audi e BMW e a japonesa Nissan, e aumentou o número de empregos nos dois setores.
"A política de conteúdo local tem como base produzir no Brasil o que pode ser produzido no Brasil, mantendo preço, prazo e qualidade, e foi muito bem sucedida tanto no caso da indústria naval, quanto na indústria automobilística", afirmou.

continua após publicidade

Num capítulo dedicado à "Economia para o Desenvolvimento Sustentável", o programa de Marina, divulgado na sexta (29), diz ser "indispensável" revisar "em profundidade" atuais programas de incentivos e proteção para as indústrias de petróleo e automóveis, incluindo a política de conteúdo nacional, que obriga que boa parte dos insumos adquiridos sejam produzidos no Brasil.

"Nesses e em outros casos se avolumam reclamações de ambos os lados: os possíveis beneficiários se queixam porque os requisitos de produção local não seriam realmente respeitados, enquanto os agentes aos quais cabe seguir os limites de produção nacional alegam a impossibilidade de atendimento das exigências", diz trecho do programa.

O plano enfatiza que políticas de proteção e de conteúdo local "só são efetivas enquanto constituírem casos especiais, e não a regra da política industrial".

Confira matéria completa AQUI