Política

Aliado de Dilma, Renan diz que crescimento de Marina é positivo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Aliado de Dilma, Renan diz que crescimento de Marina é positivo
fonte: Foto: arquivo
Aliado de Dilma, Renan diz que crescimento de Marina é positivo

BRASÍLIA, DF - Aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), que concorre à reeleição, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta quinta-feira (28) que o crescimento da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, nas pesquisas de intenções de voto para o Palácio do Planalto é "bom para a eleição e para a democracia".

continua após publicidade

Renan disse que a entrada de Marina na disputa "qualifica o debate", embora mantenha o otimismo para que Dilma vença a disputa.

"Em campanha eleitoral, nada surpreende. Esse crescimento da Marina é algo que tem que ser visto como muito bom para a eleição, para a democracia, para qualificar o debate. Eu acho que isso vai melhorar muito o Brasil. Acho que sim [dá pra Dilma ganhar]", afirmou.

continua após publicidade

O PMDB, partido de Renan, integra a coligação de Dilma na corrida à reeleição para o Planalto. O vice-presidente, Michel Temer, disputa novamente o cargo na chapa de Dilma. Temer é presidente do PMDB e reassumiu suas funções no comando do partido para articular pessoalmente as alianças da sigla nas eleições de outubro.

Renan disse que Dilma e Marina tiveram um "bom desempenho" no debate realizado terça-feira (26) pela TV Bandeirantes, o que mostra que o nível das discussões entre os candidatos será elevado.

"Do ponto de vista da qualificação do debate, vamos ter talvez a melhor eleição já acontecida no Brasil. Torço para que nós tenhamos a melhor eleição com o melhor resultado. Eu torço que esse resultado seja a eleição da presidente Dilma", disse Renan.

continua após publicidade

Pesquisa do instituto Ibope divulgada na terça-feira (26) mostrou Marina com 29% das intenções de voto no primeiro turno. Ela tem cinco pontos a menos que a presidente Dilma Rousseff, a líder com 34%, e dez pontos a mais que o tucano Aécio Neves, o terceiro colocado, com 19%.

Na simulação de segundo turno, Marina vence Dilma por 45% a 36%. Numa simulação com Aécio, Dilma venceria por 41% a 35%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos. Com isso, não há hipótese de empate entre Dilma e Marina ou entre Marina e Aécio no primeiro turno.


ALERTA

continua após publicidade

O resultado da pesquisa acendeu o sinal de alerta nas campanhas de Aécio e Dilma. Na noite desta quarta (27), a presidente reuniu seu conselho político no Palácio da Alvorada para discutir os rumos da campanha.

O comando da campanha orientou aos presentes que façam pelo menos um evento político por semana, fora do horário de trabalho, para "defender o projeto político" do governo Dilma.

Cerca de cem assessores de ministérios e estatais comandados por PT, PMDB, PP, PR, PSD, PDT, Pros e PC do B atenderam à convocação da campanha -estavam presentes secretários-executivos, secretários nacionais dos ministérios e diretores de estatais.

Foi feita recomendação especial para que auxiliares com cargos de confiança façam reuniões com movimentos sociais e debates nas redes sociais, uma estratégia para atacar Marina Silva em seu "território".