Política

Marina critica polarização e vai responder sobre jato de Campos no JN

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Marina critica polarização e vai responder sobre jato de Campos no JN
fonte: Foto: Divulgação
Marina critica polarização e vai responder sobre jato de Campos no JN

A candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, criticou nesta quarta-feira (27) a polarização dos últimos 20 entre PT e PSDB. A ex-senadora afirmou que os dois partidos perderam a "capacidade de se escutar e de escutar a sociedade brasileira". De acordo com a candidata, as pessoas estão "ávidas por distensionar o país".

continua após publicidade

Questionada ao desembarcar se poderia adiantar a resposta que pretende dar em rede nacional sobre o avião da campanha do PSB que caiu e levou à morte do presidenciável Eduardo Campos e de outras seis pessoas, Marina limitou-se a dizer que "na hora em que ele [Wilian Bonner, apresentador do JN] me perguntar eu darei a resposta".

De acordo com reportagem do "JN", exibida nesta terça-feira (26), o avião usado por Campos foi pago por meio de empresas fantasmas. O "JN" mostrou que, entre as empresas, estão a peixaria Geovane Pescados, a RM Construtora -que funciona numa casa no Recife (PE)- e a Câmara & Vasconcelos, cuja sede é uma sala vazia.

continua após publicidade

Marina chegou ao aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, no final da manhã. À noite, ela participa de entrevista na bancada do "Jornal Nacional", da TV Globo. Marina e sua equipe de campanha chegaram ao Rio de São Paulo em um voo de carreira.

A candidata não tem agendas durante a tarde e irá se preparar para a entrevista na bancada do "JN" em um hotel na cidade, cujo nome não foi divulgado por sua assessoria de imprensa.

Confira matéria completa AQUI