Política

Exames de DNA de primeiras vítimas de acidente ficarão prontos no sábado

Da Redação ·
 O trabalho de buscas dos corpos das vítimas do acidente com o avião Cessna, foi recomeçado na manhã de hoje
fonte: Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil
O trabalho de buscas dos corpos das vítimas do acidente com o avião Cessna, foi recomeçado na manhã de hoje

JOSÉ MARQUES

continua após publicidade

SÃO PAULO, SP - Os resultados dos primeiros exames de DNA das vítimas do acidente aéreo que matou o presidenciável Eduardo Campos (PSB) devem ficar prontos neste sábado (16), segundo nota do diretor do IML de São Paulo, Ivan Miziara.

O material genético será confrontado com o DNA dos familiares de primeiro grau das sete vítimas. Parte desse chamado "perfil genético", extraído do sangue e saliva, das famílias já está pronto, segundo o instituto --ainda faltam os exames dos parentes do copiloto Geraldo Cunha.

continua após publicidade

Os peritos confrontarão os DNAs das famílias e das vítimas para realizar a identificação dos corpos.

Embora o governador Geraldo Alckmin (PSDB) tenha dito que a previsão de identificação e liberação dos corpos deva ocorrer neste sábado, o IML não confirma o prazo.

Os corpos devem ser liberados mesmo que todos os restos mortais não estejam recolhidos. Até o momento, o IML central de São Paulo, em Pinheiros, zona oeste da capital, recebeu cinco caminhões com fragmentos dos corpos das vítimas.

continua após publicidade


ACIDENTE

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Henrique Accioly Campos, 49, morreu na quarta (13) em acidente aéreo em Santos, litoral paulista, onde cumpriria agenda de campanha. O jato Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, partira do Rio e caiu em área residencial.

Dois pilotos e quatro assessores também morreram, e sete pessoas em solo ficaram feridas. Os restos mortais removidos do local do acidente chegaram na noite de quarta-feira na unidade do IML (Instituto Médico Legal) na rua Teodoro Sampaio, no bairro Pinheiros, em São Paulo. A Aeronáutica investiga a queda.