Política

Coligação de Campos poderá escolher novo candidato, incluindo Marina

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Coligação de Campos poderá escolher novo candidato, incluindo Marina
Coligação de Campos poderá escolher novo candidato, incluindo Marina

BRASÍLIA, DF - A coligação do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que morreu nesta quarta-feira (13) num acidente aéreo, terá dez dias para escolher um novo candidato para a disputa presidencial.

De acordo com a legislação eleitoral, o PSB terá preferência na indicação do novo nome, mas ele poderá abrir mão e integrantes dos demais partidos da coligação (PHS, PRP, PPS, PPL, PSL) também podem assumir a candidatura.

Apesar de ter se registrado como candidata à vice-presidente, Marina Silva poderá abrir mão dessa candidatura e assumir a campanha presidencial caso esta seja a vontade da coligação.

Para a substituição não é necessária a realização de uma nova convenção partidária. A escolha do novo nome pode ser tomada em reunião por maioria absoluta das executivas dos partidos que compões a coligação. 

continua após publicidade