Política

Candidato Eduardo Campos morre em acidente de avião em Santos

Da Redação ·

A aeronave que transportava o candidato à presidência Eduardo Campos (PSB) caiu em Santos (SP) nesta manhã. A morte do candidato foi confirmada agora há pouco pela Aeronáutica.

O avião, um Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, deixou o aeroporto do Santos Dumont às 9h20m com destino a Santos.

continua após publicidade

O ex-deputado Walter Feldman, que está ao lado de Marina Silva em São Paulo, disse logo depois do acidente ter conversado com o deputado Márcio França, que recepcionaria Campos em Santos. França confirmou para o aliado que a aeronave que caiu tinha o prefixo da alugada pela campanha de Campos:

- Márcio França ligou e disse ter confirmado que o prefixo do avião é o mesmo de Campos. "Mas temos que aguardar", explicou o ex-deputado.
Aliados de Marina Silva estão apreensivos porque a companhia aérea que fretou o avião não consegue contato com o piloto.

continua após publicidade

O Corpo de Bombeiros confirmou a queda, que ocorreu na altura do número 136 Rua Alexandre Herculano, esquina com Rua Vahia de Abreu, nas imediações do Canal 3, a cerca de sete quadras da praia. Logo após a queda, a primeira informação era a de que se tratava de um helicóptero. Sete pessoas ficaram feridas e pelo menos três imóveis foram atingidos.

Campos tinha uma programação de campanha em Santos hoje. Ele não compareceu a nenhum dos compromissos.

Histórico

Campos era graduado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Aprovado no vestibular desta instituição com 16 anos, concluiu a faculdade aos 20, como aluno laureado e orador da turma. Neto do também político Miguel Arraes, que em 1979 retornou ao Brasil após 15 anos no exílio, Eduardo desde cedo conviveu com nomes emblemáticos da política local e nacional.

Curiosamente, Eduardo morreu no mesmo dia 13 de Agosto, em que morreu seu avô - Miguel Arraes morreu em 13 de Agosto de 2005.