Política

Prima de Eduardo Campos anuncia apoio à reeleição de Dilma Rousseff

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Prima de Eduardo Campos anuncia apoio à reeleição de Dilma Rousseff
fonte: Foto: Arquivo
Prima de Eduardo Campos anuncia apoio à reeleição de Dilma Rousseff

RECIFE, PE - Prima do candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB-PE), a vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) anunciou nesta sexta-feira (18) que vai apoiar a candidatura da presidente Dilma Rousseff (PT) nesta eleição.

continua após publicidade

"Não acho que a candidatura de Eduardo Campos seja a melhor para o Brasil", afirmou a vereadora em entrevista que convocou nesta manhã.

Marília disse que "o PSB passou do limite da coerência" e questionou a postura de Campos de criticar Dilma e poupar o ex-presidente Lula.

continua após publicidade

"Não sei como Eduardo vai explicar à população que o projeto que Lula defende não é o melhor para o Brasil", afirmou.

Marília disse que o candidato escolhido por Campos para disputar o governo de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), também não terá o apoio dela. Ela subirá no palanque de Armando Monteiro Neto (PTB), principal adversário da candidatura pessebista.

A vereadora criticou ainda a "imposição" de nomes pela cúpula do partido. "A política do PSB está de candidatos biônicos", afirmou.

continua após publicidade

Apesar disso, Marília disse que não pretende deixar o partido, embora correligionários afirmem que ela não terá mais espaço na sigla.

A Folha não conseguiu contatar o presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes. Em entrevista ao Blog de Jamildo, do Recife, Guedes minimizou a mudança de lado da vereadora e disse que aliados do PTB também migraram para a candidatura de Paulo Câmara.

Marília, 30, é filha do administrador Marcos Arraes, irmão da ministra do TCU (Tribunal de Contas da União) Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos. Ela também é neta, assim como o presidenciável, do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes (1916-2005).

continua após publicidade


POLÊMICA FAMILIAR

A briga entre Marília Arraes e Eduardo Campos começou em junho, quando a vereadora denunciou "falta de democracia" na cúpula do partido comandado pelo presidenciável.

continua após publicidade

Segundo Marília, os dirigentes da sigla impuseram o nome de João Campos, 20, filho do ex-governador, para comandar a juventude do partido.

Após o racha na família, o jovem desistiu de disputar o cargo que lhe garantiria assento na Executiva Estadual do PSB.

A vereadora também desistiu de disputar uma vaga na Câmara dos Deputados e criticou o partido por "tratar voto como se fosse fatia de pizza".

Ela não contava com o apoio de Campos para a disputa. O presidenciável vetou a participação de parentes na eleição deste ano para distribuir entre aliados o espólio eleitoral da família.

Em 2010, Ana Arraes foi a deputada federal mais bem votada em Pernambuco, com 387.581 votos. No ano seguinte, no entanto, deixou a Câmara para se tornar ministra do TCU.