Política

De olho no Senado, nove governadores renunciam

Da Redação ·
Senado Federal: sonho de muitos políticos
fonte: Divulgação
Senado Federal: sonho de muitos políticos

De olho na disputa pelas cadeiras do Senado, oito governadores deixaram os cargos para poderem se candidatar nas eleições deste ano. O número sobe para nove com o Amapá, onde a troca de governo estava marcada para o sábado (3).

continua após publicidade

Em Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Amazonas, Piauí, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio Grande do Norte, os titulares transmitiram os cargos aos vices. No Paraná, Roberto Requião (PMDB) busca eleição para o Senado concorrendo com Gleisi Hofman (PT) e pelo menos outros três candidatos.

A chamada desincompatibilização é uma exigência da legislação eleitoral para quem vai disputar outro cargo. O prazo para isso é de seis meses antes das eleições, que acontecem no dia 3 de outubro.

continua após publicidade

Já os governadores que pretendem disputar a reeleição, ou seja, o mesmo cargo, não precisam deixar os mandatos.

O governador de São Paulo, José Serra, entregou sua carta de renúncia, publicada no Diário Oficial de quinta-feira (1º), comunicando sua saída definitiva do governo do estado para disputar as eleições presidenciais de outubro.