Política

Aliança do PSDB com PSB em SP não afetará campanha de Aécio, diz tucano

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Aliança do PSDB com PSB em SP não afetará campanha de Aécio, diz tucano
fonte: Foto: Foto George Gianni/ PSDB
Aliança do PSDB com PSB em SP não afetará campanha de Aécio, diz tucano

SÃO PAULO, SP - A aliança confirmada nesta sexta-feira (20) entre PSB e PSDB em São Paulo fez com que auxiliares do governador Geraldo Alckmin (PSDB) declarassem que a união no Estado não prejudicará a campanha do presidenciável tucano, Aécio Neves.

continua após publicidade

"O governador Geraldo Alckmin vai fazer campanha com Aécio Neves, o candidato de seu partido", afirmou o chefe da Casa Civil do Bandeirantes, Edson Aparecido.

A fala ocorreu logo após o presidente estadual do PSDB, Duarte Nogueira, desconversar sobre o possível enfraquecimento do palanque de Aécio, já que o PSB tem Eduardo Campos como pré-candidato ao Planalto.

continua após publicidade

Alckmin não compareceu pessoalmente ao evento mas enviou quatro dos seus principais interlocutores e uma carta na qual confirmou a entrega da vaga de vice em sua chapa ao PSB. No texto, o tucano cortejou a ex-senadora Marina Silva, vice de Campos, e a deputada Luiza Erundina. Ambas reprovam a aliança e comandam um movimento de resistência à adesão aos tucanos em diversos Estados.

Cotado para ser o vice de Alckmin, o deputado Márcio França, afirmou que o nome do PSB para estar ao lado do governador só será definido na próxima semana. Com o partido na vice, o PSD do ex-prefeito Gilberto Kassab, que negociava o posto, agora recebe oferta para compor com os tucanos no Senado.

A vaga teria que ser negociada, no entanto, por Kassab e seu padrinho político, o ex-governador José Serra (PSDB), que estuda disputar o cargo.