Política

Dilma usa evento oficial para promover candidato do PT na Bahia

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Dilma usa evento oficial para promover candidato do PT na Bahia
fonte: Foto: arquivo
Dilma usa evento oficial para promover candidato do PT na Bahia

SALVADOR, BA - A presidente Dilma Rousseff usou a cerimônia de inauguração do metrô inacabado de Salvador nesta quarta-feira (11) para promover o pré-candidato petista ao governo da Bahia.

continua após publicidade

O deputado federal Rui Costa, que estava entre os convidados do evento oficial da Presidência, foi secretário da Casa Civil da gestão estadual de Jaques Wagner.

Após o próprio Wagner ter elogiado o pré-candidato petista, Dilma comparou Rui Costa a si própria quando foi batizada de mãe do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) pelo ex-presidente Lula. O PAC é um selo do governo federal especialmente para obras de infraestrutura.

continua após publicidade

"Jaques Wagner tem razão. Muitas vezes só o número um recebe os louros [das realizações do governo], mas nós temos uma tradição [de reconhecer o mérito dos outros], desde o dia que o presidente Lula falou que eu sou a mãe do PAC. Eu acho que você pode botar o Rui Costa de pai do PAC", afirmou a petista em discurso.

Na primeira vez em que foi cumprimentado pelo governador baiano, o pré-candidato à sucessão de Wagner foi aplaudido pela plateia.

"Queria agradecer publicamente, porque quem leva os louros da vitória é o governador. Mas não chegaríamos a esse ponto se não fosse a eficiência da equipe, capitaneada pelo deputado Rui Costa à frente da Casa Civil, quero agradecer a todos", afirmou Wagner.

continua após publicidade

Rui se desincompatibilizou do cargo e reassumiu o mandato de deputado federal para poder disputar as eleições.

Favorito de Wagner, ele acabou sendo o escolhido para a sucessão em detrimento do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, que era o nome defendido por Lula.

O petista deverá disputar o governo estadual tendo como principais adversários o ex-governador Paulo Souto (DEM) e a senadora Lídice da Mata (PSB).