Política

STF devolve processos da Lava Jato para Justiça do Paraná

Da Redação ·
 Á esquerda o doleiro Alberto Youseff seguido do deputado André Vargas, acusados de operar um esquema de lavagem de dinheiro
fonte: Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil e Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados
Á esquerda o doleiro Alberto Youseff seguido do deputado André Vargas, acusados de operar um esquema de lavagem de dinheiro

BRASÍLIA, DF - A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu reenviar para a Justiça Federal do Paraná os processos relativos à operação Lava Jato. Na alta corte ficará somente o trecho da ação que trata da ligação entre o deputado André Vargas (sem partido-PR) e o doleiro Alberto Youssef, acusado de liderar um esquema de lavagem de dinheiro.

continua após publicidade

Ao tomar a decisão, os cinco ministros que compões a Segunda Turma entenderam que, com exceção dos trechos relativos a Vargas, os processos que resultaram na prisão de 13 pessoas não possuem relação direta com autoridades que detém o foro privilegiado, como deputados e senadores.

O relator da questão de ordem que determinou o reenvio do material à Justiça do Paraná, ministro Teori Zavascki, ressaltou que, no curso dos processos, caso existam indícios de que outras autoridades estejam envolvidas no esquema, os trechos relativos aos delitos terão de ser imediatamente enviados ao Supremo.

continua após publicidade

Além do reenvio, a Segunda Turma também validou todos os atos praticados pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo desde sua fase inicial.