Política

Eleição será a disputa de "dois caminhos", diz Aécio

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Eleição será a disputa de "dois caminhos", diz Aécio
fonte: Foto: Foto: George Gianni/ PSDB
Eleição será a disputa de "dois caminhos", diz Aécio

RIO DE JANEIRO, RJ - O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse ontem (5) que a eleição presidencial será a disputa entre "dois caminhos" distintos para o país. A fala repete a estratégia de polarizar o embate com a presidente Dilma Rousseff, isolando Eduardo Campos (PSB), também postulante ao cargo.

continua após publicidade

"Dois caminhos ficarão muito claros no momento em que a eleição se avizinhar. Um é a consagração de tudo o que estamos assistindo: o aparelhamento perverso da máquina pública. O outro lado vai dar uma proposta em que o aparelhamento será substituído pela meritrocacia, pela responsabilidade das ações do governo federal", disse Aécio durante evento organizado por dissidentes do PMDB do Rio.

Há cerca de um mês Campos iniciou estratégia para destacar diferenças entre ele e Aécio, a fim de alavancar sua candidatura e disputar uma vaga no segundo turno contra Dilma.

continua após publicidade

Aécio, contudo, investe na tentativa de polarizar a disputa com Dilma. E afirmou que Campos está em busca do mesmo "caminho".

"Ele está no caminho dos que querem mudar. Ou é o governo, ou é oposição. O Eduardo está no caminho da oposição. Ele é muito bem-vindo no campo oposicionista", disse Aécio.

O tucano fez críticas à atuação do governo federal nas áreas de saúde, educação e segurança pública. Repetiu também ataques à política econômica e gestão da presidente Dilma.

"A heranca que esse governo nos deixará é o pior, do ponto de vista econômico, das últimas décadas. Crescimento pífio, inflação em alta, e perda de credibilidade do país", disse ele.