Política

Sarney será investigado sobre saque no Banco Santos

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Sarney será investigado sobre saque no Banco Santos
fonte: Foto: Arquivo
Sarney será investigado sobre saque no Banco Santos

BRASÍLIA, DF - O STF (Supremo Tribunal Federal) recebeu pedido de investigação do senador José Sarney (PMDB-AP) por suposta irregularidade em episódio envolvendo o Banco Santos.

continua após publicidade

O inquérito foi distribuído ao ministro Dias Toffoli que já enviou o material para a manifestação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O processo foi enviado pela Justiça Federal de São Paulo. Em fevereiro, o Ministério Público Federal em São Paulo informou ter elementos concretos de possível prática de delito de Sarney por sua ligação pessoal com o banqueiro Edemar Cid Ferreira, controlador do banco. Ele teria feito um saque de R$ 2 milhões um dia antes de o Banco Central decretar intervenção na instituição, em 2004. Sarney será investigado no Supremo porque ele tem foro privilegiado.

Na época, a assessoria de Sarney confirmou que ele recebeu o dono da instituição para uma reunião extra-agenda, na Presidência do Senado. Edemar Cid Ferreira estava em Brasília tentando salvar seu banco.

continua após publicidade

Uma ação na na 6ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo apura se o banqueiro Edemar Cid Ferreira cometeu crimes contra o sistema financeiro no Banco Santos.

O banqueiro já foi condenado a 21 anos de prisão por crimes como gestão fraudulenta, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, mas recorreu. Sarney já declarou que não teve informações privilegiadas e que isso foi referendando pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).