Política

Aécio repete Campos e afirma que propaganda do PT é terrorismo

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Aécio repete Campos e afirma que propaganda do PT é terrorismo
fonte: Foto: Orlando Brito/ OBritoNews
Aécio repete Campos e afirma que propaganda do PT é terrorismo

SÃO PAULO, SP - O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves qualificou nesta quinta-feira (15) de terrorismo a propaganda veiculada pelo PT nos meios de comunicação com a mensagem de que é preciso ter medo de uma volta ao passado com a perda de avanços conquistados pelo país.

continua após publicidade

Segundo o tucano, com esse programa "o PT carimba na sua própria testa um atestado de fracasso. Se depois de praticamente 12 anos governado o Brasil, o que eles têm a oferecer aos brasileiros é o terrorismo, é o medo, acho que é muito pouco", disse durante evento no diretório do PSDB em Moema, na zona sul de São Paulo.

"Tenho absoluta convicção de que os brasileiros não estão com medo da volta ao passado, estão com medo de o PT continuar no governo", disse. O pré-candidato tucano já havia dito esta semana, em nota, que o PT "não se envergonha de assustar e ameaçar a população para tentar se manter no poder". O partido adversário, segundo o tucano, espelha o "fracasso de um governo que, após 12 anos de mandato, só tem a oferecer medo e insegurança porque perdeu a capacidade de gerar confiança e esperança".

continua após publicidade

Aécio anunciou nesta manhã o ambientalista Fábio Feldmann como coordenador da área de meio ambiente e sustentabilidade de seu programa de governo.
Na quarta-feira (14), o pré-candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos criticou à estratégia do "medo" usada na propaganda do PT para alavancar a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

"Bolsa Família não é conquista de partido nenhum, é conquista do povo brasileiro que ninguém vai tirar. Vamos parar com esse terrorismo, com essa falta de respeito de querer discutir o Brasil agora na base da ameaça e do medo", disse, em discurso a prefeitos durante evento da Marcha dos Prefeitos, em Brasília.


COMERCIAL PETISTA

continua após publicidade

O PT decidiu aprofundar o discurso do medo para tentar alavancar a pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição. O comercial de um minuto de duração, que começou a ser exibido nas TVs abertas na última terça-feira (13), mostra imagens de brasileiros empregados, com acesso a remédios, estudo e lazer, em contraposição a pessoas desempregadas, passando fome e pedindo dinheiro em semáforos. Seriam os "fantasmas do passado", o título do comercial petista.

Produzido e dirigido pelo marqueteito João Santana, responsável pelas eleições de Luiz Inácio Lula da Silva (2006) e de Dilma (2010), o comercial tem uma imagem com textura de película de cinema e produção esmerada -até uma chuva cenográfica é usada para mostrar uma pessoa desempregada e em busca de ocupação. Ao fundo, a trilha sonora tem tom fúnebre.

O locutor alerta: "Não podemos deixar que os fantasmas do passado voltem e levem tudo o que conseguimos" Ao final, diz: "Nosso emprego de hoje não pode voltar a ser o desemprego de ontem. Não podemos dar ouvidos a falsas promessas. O Brasil não quer voltar atrás".

É uma alusão a propostas feitas por candidatos da oposição ao Planalto, como Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).