Política

Estádios para Copa estão "encaminhados", afirma Dilma

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Estádios para Copa estão "encaminhados", afirma Dilma
fonte: Foto: arquivo
Estádios para Copa estão "encaminhados", afirma Dilma

JATI, CE, E SÃO PAULO, SP - A presidente Dilma Rousseff afirmou hoje que estádios e aeroportos para a Copa do Mundo estão "encaminhados" e que o evento será "um sucesso".

continua após publicidade

"Os estádios estão encaminhados, os aeroportos estão encaminhados. Acho que a Copa do Mundo no Brasil tem todas as condições para ser um sucesso", disse a presidente durante entrevista coletiva em Jati (CE), onde visitou obras de transposição do rio São Francisco.

Reportagem da Folha de S.Paulo de hoje mostrou que, a 30 dias da estreia do Mundial, apenas 41% de 167 intervenções previstas estão prontas. Em aeroportos/portos, o percentual de conclusão é de 49%, em estádios, de 79%.

continua após publicidade

Na entrevista, Dilma não comentou a situação das obras prometidas e que não ficarão prontas em tempo.

Sobre a possibilidade de haver protestos durante o Mundial, Dilma afirmou que quem quiser poderá se manifestar, mas sem prejudicar o evento esportivo. Disse que as forças policiais garantirão que o evento ocorra com "segurança" e "pacificamente".

"O Brasil é um país democrático. Se as pessoas quiserem protestar, podem perfeitamente. Mas democracia não significa vandalismo nem tampouco um prejuízo para o conjunto da população", afirmou.

continua após publicidade

Segundo Dilma, a "parte expressiva da população" que deseja usufruir do torneio não terá seu direito prejudicado. "Nós aproveitamos a Copa quando ela é em outros países. [...] Então a garantia para essas pessoas que adoram a Copa a vejam, nós iremos dar integral", afirmou.
A presidente disse ainda que haverá "um problema de atitude e de postura" se os estrangeiros e brasileiros que quiserem aproveitar o Mundial forem prejudicados.

Afirmou que os brasileiros são sempre bem recebidos quando assistem a outras Copas do Mundo no exterior, e que por isso também deverão "receber bem e tratar bem todos aqueles que vierem aqui comemorar".

"Acho que é uma postura que é necessária que tenhamos todos e isso vai ser um critério para ver como esse país é capaz de receber bem, como é capaz de garantir uma festa dessa proporção, que não é uma festa para alguns poucos, é uma festa para todos os brasileiros."