Política

Avaliação de Dilma tem queda e se aproxima do pior desempenho

Da Redação ·
A presidência de Dilma teve um declínio de 3,5% em comparação a fevereiro
fonte: Foto: arquivo
A presidência de Dilma teve um declínio de 3,5% em comparação a fevereiro

BRASÍLIA, DF, 29 de abril (Folhapress) - A avaliação positiva da presidente Dilma caiu de 36,4% em fevereiro para 32,9%, aponta pesquisa divulgada hoje pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), feita pelo instituto MDA.

Com o novo índice, a avaliação de Dilma chega próxima ao patamar de julho de 2013, quando atingiu o pior índice de 31,3%, após a onda de protestos pelo país. Em junho, antes dos protestos, ela tinha 54,2% de avaliação positiva.

Detalhando os dados de abril, Dilma teve 5,9% de ótimo, 27% de bom, 35,9% de regular, 14,3% de ruim e 16,3% de péssimo.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 24 Unidades Federativas das cinco regiões, entre os dias 21 e 25 de abril de 2014. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 00086/2014.

Houve grande queda na aprovação pessoal da presidente, que passou de 55% na pesquisa anterior para 47,9%.

Avaliação da Presidente

A aprovação do desempenho pessoal da presidente Dilma Rousseff caiu 7,1 pontos percentuais entre fevereiro e abril, aponta pesquisa.

Enquanto 55% aprovavam o desempenho pessoal da presidente no levantamento anterior, dessa vez a aprovação atingiu 47,9%, contra 46,1% de desaprovação. Antes a desaprovação era de 41%.

A queda nos índices de aprovação da presidente também coincidem com a queda nas intenções de voto. Segundo os organizadores da pesquisa há uma queda geral nas expectativas sobre os índices sociais, como emprego, renda e saúde, que acabaram afetando o desempenho do governo na pesquisa.

continua após publicidade