Política

Barbosa critica morosidade do Judiciário

Da Redação ·
Barbosa critica morosidade do Judiciário (Foto: Arquivo)
Barbosa critica morosidade do Judiciário (Foto: Arquivo)

BRASÍLIA, DF, 25 de abril (Folhapress) - O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, criticou ontem à noite a morosidade do Judiciário após a corte absolver o senador Fernando Collor (PTB-AL) numa ação penal relativa a fatos ocorridos ainda durante sua passagem pela presidência da República (1990-1992).

"Eu acho que isso é um retrato de como funciona a justiça criminal brasileira", disse.

Barbosa destacou que o processo passou 23 anos tramitando em diferentes instâncias da Justiça "com tropeços" e com "mil dificuldades".

Devido à demora entre os crimes, a apresentação da denúncia e o julgamento, dois dos três crimes pelos quais Collor prescreveram. Ou seja, mesmo se fosse culpado ele não cumpriria pena pelos delitos.

Somente no STF o processo de Collor tramitou por 7 anos, 4 deles no gabinete da relatora, ministra Cármen Lúcia, sem que nenhum andamento processual fosse registrado.

continua após publicidade