Política

Serra anuncia alta da dívida de SP em R$ 3,3 bilhões

Da Redação ·
 Serra deixa o cargo para concorrer à presidência
fonte: vooz.com.br
Serra deixa o cargo para concorrer à presidência

Na véspera de deixar o governo do Estado, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), anunciou hoje a ampliação do endividamento do Estado em R$ 3,3 bilhões. A medida foi tomada em conjunto com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. De acordo com Serra, o Novo Programa de Reestruturação e Ajuste Fiscal para o triênio 2010/2012 permitirá a São Paulo contratar financiamentos com instituições financeiras internacionais, organismos multilaterais e bilaterais de crédito e entidades de crédito nacional e internacional.
 

continua após publicidade

Serra também informou que já assinou e enviou proposta à Assembleia Legislativa autorizando a contratação de tais operações de crédito, que servirão para financiar o trecho norte do Rodoanel e um monotrilho que ligará a estação São Judas do metrô até o estádio Cícero Pompeu de Toledo, no Morumbi. Desses R$ 3,3 bilhões, R$ 2 bilhões serão utilizados no trecho norte do Rodoanel e R$ 1,3 bilhão no monotrilho. Caberá ao Estado de São Paulo realizar uma contrapartida de R$ 4,8 bilhões, o que totalizará investimento de R$ 8,14 bilhões.
 

O governador disse que a relação dívida/receita do Estado caiu de 1,89 em 2006 para 1,5 em 2010. "É o melhor resultado possível. Temos investimentos bombando e a relação dívida/receita caindo. É o ideal", disse ele.

continua após publicidade

Serra afirmou ainda que o trecho norte do Rodoanel está em fase de elaboração de projeto e deve ser licitado em 2011. Já o monotrilho deverá ser entregue em 2013. O governador disse que o investimento de R$ 1,3 bilhão destinado ao monotrilho inclui obras no entorno - como construção de um estacionamento - do estádio do Morumbi, que sediará jogos da Copa do Mundo de 2014. "O projeto do monotrilho vai da São Judas Tadeu e passa por Congonhas e também pelo Morumbi", explicou. "É uma linha absolutamente estratégica do ponto de vista da mobilidade urbana ".
 

Ao final da entrevista realizada no Palácio dos Bandeirantes, Serra telefonou ao ministro Mantega e conversou com ele diante dos jornalistas. "Nossa relação com o Ministério da Fazenda sempre foi boa, positiva, sem qualquer espécie de interferência política. Expresso meu agradecimento a Mantega e ao presidente da República", afirmou Serra. De acordo com o governador, Guido Mantega classificou essa relação como "republicana" e teria dito ao vice-governador Alberto Goldman, que assume o governo de São Paulo nos próximos dias: "Pode contar comigo". Goldman e Serra responderam: "São Paulo agradece "