Política

André Vargas renuncia à vice-presidência da Câmara

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia André Vargas renuncia à vice-presidência da Câmara
André Vargas renuncia à vice-presidência da Câmara

BRASÍLIA, DF, 9 de abril (Folhapress) - O deputado licenciado André Vargas (PT-PR) anunciou na noite de hoje que renuncia ao cargo de vice-presidente da Câmara.

Em uma carta enviada ao líder do PT na Casa, deputado Vicentinho (SP), Vargas explicou que deixa o cargo em virtude da abertura de processo disciplinar no Conselho de Ética na tarde de hoje. "Vou me concentrar na defesa perante o Conselho", disse.

Ele afirma ainda que não quer prejudicar os trabalhos da Mesa Diretora e do próprio partido.

Uma eleição deverá ser convocada pelo presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para a escolha de um novo vice-presidente. O PT deverá indicar um nome. Vargas se licenciou do mandato na segunda-feira após denúncias de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef.

O colegiado investigará as denúncias do envolvimento do petista com o doleiro preso Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O petista está sob intensa pressão desde que a Folha de S.Paulo revelou que uma viagem sua de jatinho, de Londrina a João Pessoa, com familiares, foi paga pelo doleiro. Eles também conversaram sobre a negociação de um laboratório com o Ministério da Saúde.

Em conversas ontem, Vargas afirmou que não pode ser "massacrado" pelo fato de ter utilizado o avião. Na segunda, a Justiça Federal do Paraná enviou para o STF (Supremo Tribunal Federal) parte da investigação da Operação Lava Jato que contém mensagens e diálogos do deputado com Youssef.

A Polícia Federal diz que Youssef é um dos chefes de esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões de forma suspeita. A Labogen, afirma laudo da PF, foi usada pelo doleiro para fazer remessas ilegais de US$ 37 milhões ao exterior.
 

continua após publicidade