Política

Sem citar Dilma, Lula diz que fará campanha na Volks

Da Redação ·
 Lula encontrou com metalúrgicos na fábrica da Volkswagen em São Bernardo
fonte: Foto por Ricardo Stuckert/Presidência 01.06.2010
Lula encontrou com metalúrgicos na fábrica da Volkswagen em São Bernardo

O presidente Lula disse nesta terça-feira (1), durante visita à fábrica da Volks em SBC, que irá à porta da empresa para fazer campanha. No entanto, o presidente não citou nominalmente a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff. Durante o discurso, de cerca de 30 minutos, Lula pediu aos trabalhadores da empresa que “não se desesperem” caso o vejam em cima de um caminhão.

continua após publicidade

- Não pensem que vão se livrar de mim. Este ano irei fazer campanha aqui na porta da Volkswagen.

continua após publicidade

Questionado após o evento se pretende se licenciar do cargo para fazer a campanha de Dilma, o presidente negou.

continua após publicidade

- Não é proibido fazer campanha a partir do momento em que ela começa, depois das convenções partidárias. Não quero fazer nada que possa infringir a lei eleitoral.

Antes, no discurso, o presidente aproveitou para agradecer os trabalhadores de São Bernardo que o ajudaram no que ele voltou a chamar de “tentativa de golpe” durante a crise do mensalão, em 2005.

continua após publicidade

- Em 2005, houve uma tentativa de derrubar o governo, porque não aceitavam um metalúrgico na Presidência. E partiu daqui, de São Bernardo, um adesivo que dizia “mexeu com o Lula, mexeu comigo”. A partir daí, aquilo tomou conta do Brasil.

Hoje, Lula visitou a fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo para encontrar metalúrgicos. O presidente também deve sobrevoar obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na Grande São Paulo e participar de um evento no Clube Atlético Juventus.