Política

José Genoino passa mal e é internado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia José Genoino passa mal e é internado
fonte:
José Genoino passa mal e é internado

O ex-presidente do PT José Genoino, que cumpre prisão domiciliar por condenação no julgamento do mensalão, passou mal e deu entrada na emergência do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF) por volta das 11h40 da manhã de ontem.

continua após publicidade

Segundo seu advogado, Luiz Fernando Pacheco, ele sentiu fortes dores no peito e sudorese durante a noite, por isso foi levado ao hospital pela manhã. Foi acompanhado da mulher e de uma filha.

continua após publicidade

Genoino foi submetido a exames de avaliação cardiovascular e recebeu alta por volta das 17h, segundo boletim do IC-DF. Ele deixou o hospital e retornou para a casa alugada em nome de seu filho onde cumpre prisão domiciliar, em um bairro de classe média alta de Brasília.

continua após publicidade

Segundo sua assessoria, Genoino foi medicado e recebeu oxigênio. Foi liberado porque não sentia mais mal-estar, diz a assessoria.

O irmão dele, o deputado federal José Guimarães (PT-CE), disse em uma rede social que Genoino teve “um pico de pressão” e que tudo estava “sob controle”.

continua após publicidade

O petista atualmente cumpre prisão domiciliar justamente por causa de sua saúde --ele sofre de problemas no coração. Preso em novembro no Complexo Penitenciário da Papuda, ele passou mal dentro do presídio e foi transferido para um hospital.

continua após publicidade

Depois disso, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, concedeu a Genoino 90 dias de prisão domiciliar. Ao fim desse prazo, em 18 de fevereiro, o petista deve ser submetido a nova avaliação médica

continua após publicidade

O mal-estar de Genoino ocorre a duas semanas do término desse prazo. Laudos de juntas médicas apontaram que sua doença não é grave.

Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha. (da Folhapress)

continua após publicidade

Saiba mais

Preso em novembro em São Paulo, o ex-dirigente do PT foi levado para Brasília junto com outros condenados no processo do mensalão, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-tesoureiro Delúbio Soares.

O ex-deputado ficou menos de uma semana no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília. Depois de ter passado por uma avaliação médica, ele foi autorizado a cumprir a pena em prisão domiciliar.