Política

Devemos "evitar espetacularização" sobre emprego de Dirceu, diz ministro

Da Redação ·
Devemos
Devemos

BRASÍLIA, DF, 20 de dezembro (Folhapress) - O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) afirmou hoje que se deve "evitar espetacularização" sobre a nova proposta de emprego para o ex-ministro da Casa Civil e condenado no esquema do mensalão, José Dirceu.
 

continua após publicidade
confira também



A Folha de S.Paulo revelou na edição de hoje que Dirceu apresentou à Justiça um novo pedido para trabalhar fora da prisão. Conforme petição enviada à Vara de Execuções de Brasília, ele teve uma oferta de emprego do escritório do advogado José Gerardo Grossi.

Grossi afirma que quer contratar o petista por um salário de R$ 2.100 para cuidar da biblioteca de sua banca. Um dos mais renomados profissionais de Brasília, ele é amigo de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e tem bom trânsito na corte.

Em entrevista após o programa "Bom Dia, Ministro", da EBC (Empresa Brasileira de Comunicação), Carvalho evitou fazer considerações sobre a nova proposta ao correligionário.

"Eu acho que esse é um assunto próprio, privado do José Dirceu com a empresa que pode fornecer o trabalho. Acho que é um direito dele. Eu acho que neste momento de tempo de Natal eu acho que a gente tem que respeitar o direito das pessoas, seja ela quem for. Evitar espetacularização de cada um desses episódios", disse Carvalho.

"Eu acho que a gente tem que respeitar esse direito. Eu não vou fazer comentário porque é um assunto da relação privada dele e um direito que ele tem de trabalho", completou.