Política

Perdi um grande amigo, diz Dilma sobre a morte de Déda

Da Redação ·
Perdi um grande amigo, diz Dilma sobre a morte de Déda (Arquivo)
Perdi um grande amigo, diz Dilma sobre a morte de Déda (Arquivo)

BRASÍLIA, DF, 2 de dezembro (Folhapress) - Ao lamentar a morte do governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), a presidente Dilma Rousseff afirmou hoje que o aliado, "um grande homem", "exerceu a Política com P maiúsculo".

Em nota oficial (leia a íntegra abaixo), Dilma diz que perdeu "um grande amigo". "A sua trajetória foi marcada pela dedicação em transformar para melhor a vida das pessoas, especialmente as mais humildes."

"Eu perdi hoje um grande amigo, daqueles das horas boas e más. Déda era capaz de recitar poesia, inclusive as próprias, com a força de um grande artista e a naturalidade de um repentista. Ao mesmo tempo, era capaz de aprimorar uma discussão com uma lógica irretocável", disse a presidente.

MAIS MENSAGENS SOBRE A MORTE DE DÉDA
"Venho me solidarizar com o povo sergipano e com os familiares de Marcelo Déda, por essa perda irreparável. Ele deixa um legado de muito trabalho e dedicação por Sergipe, sua terra natal", declarou Roseane Sarney (PMDB), governadora do Maranhão.

*
"Com tristeza que recebi a notícia do falecimento do governador Marcelo Déda, homem que dedicou sua vida à causa pública e ao progresso de Sergipe. Transmito os sentimentos a seus familiares, amigos e a todos os sergipanos", declarou Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo.

*

"Muito triste com a morte do companheiro Marcelo Déda: homem brilhante, alegre, contribuiu muito com o Brasil. Dos melhores que ouvi falar. Déda lutou bravamente por sua saúde como lutou por suas idéias sempre: com sorriso no rosto e muita fé. Descanse em paz, companheiro, declarou em sua conta no Twitter a deputada Manuela Dávila (PCdoB-RS).

*

Marcelo Déda, em solenidade neste ano, no Palácio do Planalto, foi chamado a discursar. O melhor de todos, aplaudido de pé, por minutos. Marcelo Déda nos deixa. Uma vida dedicada à política, ao seu PT, ao seu povo. Uma das pessoas mais talentosas que conheci. Exemplar. Descanse em paz, declarou em sua conta no Twitter o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

*

"Morreu Marcelo Déda, Governador de Sergipe. Querido amigo. Grande brasileiro. Homem público dos melhores do Brasil. Ele amava o Rio. Amava música e literatura. Sou neto de sergipano de Boquim. Sei o quanto Déda fez pelo povo sergipano - como parlamentar, prefeito e governador. Os sentimentos de pesar do povo do Estado do Rio de Janeiro pela morte de Marcelo Déda", declarou em sua conta no Twitter Sérgio Cabral (PMDB), governador do Rio de Janeiro.

*

"Que neste momento difícil Deus conforte a família e os amigos do governador sergipano Marcelo Déda", declarou em sua conta no Twitter a ex-senadora Marina Silva (PSB).



*

"Amanheço com a triste notícia do falecimento de Marcelo Déda, governador licenciado de Sergipe. Éramos amigos....", declarou em sua conta no Twitter o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ).



*

"É com muita tristeza que recebo a notícia do falecimento do governador e companheiro de partido Marcelo Déda. Registro minha solidariedade e desejo força à família neste momento difícil. O país perde um homem público de valor inestimável, cuja vida foi dedicada à construção de uma sociedade mais justa e fraterna", declarou Fernando Haddad (PT), prefeito de São Paulo.



*

"Em nome de todos os mineiros, expresso solidariedade e as mais sinceras condolências aos familiares, amigos e ao povo de Sergipe, pela grande perda que representa a morte do governador Marcelo Déda. O Brasil e, especialmente, a região Nordeste perdem uma importante liderança política, que pautou sua trajetória de homem público, tanto no parlamento como à frente do governo de Sergipe, pela defesa sempre firme do bem comum e do desenvolvimento de seu Estado e do país", declarou Antonio Anastasia (PSDB), governador de Minas Gerias.



*

"Deixo aqui toda minha solidariedade e apoio para Eliane Aquino e sua família neste momento de dor pela partida do colega Marcelo Déda. Todos nós brasileiros lembraremos dele como um homem jovem, que dedicou 30 anos de sua vida para a política e para um país mais justo, um país do diálogo. Meu abraço apertado também para todo o povo do Sergipe", declarou o senador Eduardo Braga (PMDB-AM).



*

"Tive o privilégio de encontrar Déda há 10 dias. Mesmo debilitado, pediu para projetarmos o futuro. Isso demonstra o que era: um guerreiro", declarou em sua conta de Twitter Eduardo Campos (PSB), governador de PE.



*

"O Congresso Nacional lamenta a morte precoce do governador do Estado de Sergipe, Marcelo Deda, que, aos 53 anos, deixa familiares, amigos e a população brasileira desolados. Deda atuou bravamente como político e essa força o acompanhou nos quatro anos nos quais lutou contra a doença que o consumiu. A política brasileira perde um grande nome. Os familiares de Deda perdem um grande homem", declarou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
 

continua após publicidade