Política

Apucarana: Petrônio pede demissão e prefeito pode iniciar reforma

Da Redação ·
Apucarana: Petrônio pede demissão e prefeito pode iniciar reforma (Tribuna do Norte)
fonte:
Apucarana: Petrônio pede demissão e prefeito pode iniciar reforma (Tribuna do Norte)

O secretário de Governo da Prefeitura de Apucarana, advogado Petrônio Cardoso, entregou na segunda-feira pedido de demissão ao prefeito Carlos Alberto Gebrim Preto (PT), o Beto Preto. A Tribuna apurou junto a fontes na administração de que a saída de Petrônio, caso confirmada pelo prefeito Beto Preto, pode representar o início de uma reformulação administrativa em Apucarana, com mudanças ou remanejamentos no secretariado e outros cargos do primeiro e segundo escalões.

Caso deixe a Prefeitura, Petrônio retorna para a Câmara de Vereadores, onde é advogado concursado. Até o fechamento desta edição, Beto Preto ainda analisava o pedido de demissão. Ele retornou de viagem ontem de Curitiba, onde cumpriu agenda no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), e não se manifestou oficialmente sobre o pedido entregue pelo secretário de Governo, se aceita ou se decide remanejá-lo para outra função.

Segundo informações obtidas pela reportagem, o prefeito tem manifestado junto a pessoas próximas que a administração precisa imprimir um novo ritmo, visando recuperar o “tempo perdido” nas administrações passadas. E, para isso, estaria propenso a fazer algumas substituições e remanejamentos de algumas pessoas que não teriam se adaptado ou obtido um rendimento esperado por ele na administração.

Conforme apurou a Tribuna, Beto Preto pretende iniciar o segundo ano de sua administração com mudanças em algumas secretarias e também em autarquias. Como Apucarana completa 70 anos em 2014, Beto Preto entende que seria o momento ideal de impor um novo ritmo de trabalho na administração.

Ao entregar o pedido de demissão, na segunda-feira, o próprio Petrônio Cardoso teria manifestado que, com a decisão, visa justamente abrir caminho e dar liberdade para o prefeito iniciar mudanças no Executivo. A resposta de Beto Preto para o pedido de demissão é esperada para hoje. 

continua após publicidade