Política

TRE cassa mandato de prefeito e vice de Chapecó

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 3 de setembro (Folhapress) - O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina determinou ontem a cassação do prefeito de Chapecó, José Caramori (PSD), e de seu vice, Luciano Buligon (PMDB), por gastos excessivos com publicidade em ano eleitoral. A decisão, por quatro votos a três, muda os rumos do processo --em dezembro, um juiz local havia determinado a absolvição do prefeito e vice. Segundo informações do tribunal, antes dos três meses que antecederam as eleições, Caramori realizou despesas na ordem de R$ 4,6 milhões, valor superior à média dos gastos dos três anos anteriores. O advogado de Caramori, Luiz Antônio Palaoro, nega que os gastos com publicidade tenham superado o limite previsto por lei e diz que os gastos foram menores do que os registrados nos anos anteriores, de cerca de R$ 6 milhões. Segundo ele, o tribunal entendeu que o valor deveria ser proporcional ao período de seis meses. Palaoro afirma que irá recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral. De acordo com o advogado, o prefeito e o vice poderão permanecer no cargo até que o recurso seja analisado. Caramori foi reeleito em outubro do ano passado, com 57,6% dos votos.  

continua após publicidade