Política

Funcionários exonerados RJ são presos por tentar extorquir a ex-chefe

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 2 de setembro (Folhapress) - Policiais da Delegacia Fazendária, da Polícia Civil do Rio prenderam hoje dois ex-funcionários do gabinete da deputada estadual Janira Rocha (PSOL-RJ), presidente regional do partido no Rio. Marcus Paulo Alves e Cristiano Valadão tentaram vender um dossiê contra a deputada por R$ 1,5 milhão. A dupla foi exonerada do gabinete de Janira Rocha em junho passado. Eles trabalhavam no gabinete da deputada na Alerj (Assembleia Legislativa) desde a eleição quando se conheceram no Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho e Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev-RJ). Pouco mais de um mês depois da demissão da dupla, a deputada foi procurada por três emissários que pediam R$ 1,5 milhão para não revelarem o teor do dossiê. Após não aceitar a proposta, Janira Rocha pediu orientação ao procurador-geral de Justiça, do Rio, Marfan Martins Vieira. Por recomendação de Vieira, a deputada prestou depoimento na quinta-feira. Sem saber do depoimento da deputada ao MP, Alves e Valadão procuraram, na semana passada, pela secretária estadual de Defesa do Consumidor, a deputada estadual Cidinha Campos (PDT). Campos fingiu aceitar a proposta de pagar R$ 1,5 milhão e marcou um encontro com a dupla para hoje. Ao chegarem com os documentos, os dois homens foram presos em flagrante pela Polícia Civil. Eles estão sendo levados para a Delegacia Fazendária onde irão prestar depoimento.  

continua após publicidade