Política

Prefeitos do Vale do Ivaí reivindicam segurança

Da Redação ·
Crédito da foto - Delair Garcia
fonte:
Crédito da foto - Delair Garcia

A reunião foi agendada pelo presidente da Amuvi, prefeito Luiz Carlos Gil (PMDB), de Ivaiporã, visando discutir os problemas de segurança pública que atingem os municípios do Vale do Ivaí como um todo.

De acordo com uma pauta pré-definida pela Amuvi, um dos principais problemas do Vale do Ivaí é a falta de policiais militares, mais especificamente nos municípios pequenos. “Tem município do Vale do Ivaí que nem policial tem para atender à população”, afirma Carlos Gil. Em outros há três policiais, porém em função da escala de trabalho fica apenas um ou dois para o trabalho de segurança. Muitas vezes, de acordo com o presidente da Amuvi, o policial, sozinho, tem que dirigir a viatura, prender bandido e cuidar da cidade.

Outro assunto que será levado à reunião com o secretário de Segurança Pública é a falta de delegados nos municípios sedes de Comarca Judiciária. Segundo levantamento feito pela Amuvi, São João do Ivaí e Jandaia do Sul, por exemplo, há muito tempo não contam com um delegado titular. A Amuvi pretende que este problema seja solucionado o mais rápido possível.

A comarca de São João do Ivaí, segundo o prefeito Fabio Hidek (PPS), está há um ano sem delegado efetivo. “O delegado que responde pela nossa delegacia é de Marilândia do Sul e isso já está insustentável”, diz. 

Desde início deste ano, os prefeitos vêm reivindicando a presença do secretário Vasques na reunião da Amuvi. “Como não foi possível agendar, nosso presidente Carlos Gil decidiu marcar para que todos fossem a Curitiba. Queremos alertar na capital que o interior não reserva tanta tranquilidade como no passado e que a criminalidade vem aumentando”, alerta Hidek. 

Em abril, durante reunião da Amuvi em Arapuã, o então delegado da 17ª Subdivisão Policial, Ítalo Cesar Sêga, que coordenava todo o trabalho da Polícia Civil nos 26 municípios do Vale do Ivaí, disse que se a realidade não era satisfatória as perspectivas eram animadoras, se referindo ao concurso público para a Polícia Civil aberto pelo Estado. “A gente acredita que no médio espaço de tempo esta grande deficiência também será atendida pelo Governo do Estado”, disse ele naquela ocasião.

Os prefeitos também vão reivindicar ao secretário a construção de um Centro de Detenção e Ressocialização (CDR) no Vale do Ivaí, conforme estava previsto inicialmente para Apucarana e acabou não dando certo. “Se não for em Apucarana, que seja em outro município do Vale do Ivaí”, afirma Carlos Gil. Segundo ele, é preciso acabar com a superlotação das cadeias públicas da região.

O prefeito Carlos Gil quer aproveitar o encontro com o secretário Cid Vasques para solicitar dele a transformação da delegacia de Ivaiporã em uma subdivisão policial. Com isso, outros municípios vizinhos poderiam ter um maior policiamento.

continua após publicidade