Política

Em meio a racha do PT, Câmara instala grupo para discutir proposta

Da Redação ·





BRASÍLIA, DF, 16 de julho (Folhapress) - Em meio a um racha na bancada do PT, a Câmara dos Deputados instalou hoje um grupo de trabalho para discutir uma proposta de reforma política em 90 dias.

A comissão foi a alternativa encontrada pelos deputados para enterrar a proposta do Planalto de realizar um plebiscito para direcionar uma reforma política com efeitos para 2014. A composição do grupo, no entanto, expôs uma briga de egos entre petistas.

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) abandonou a comissão depois que o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), convidou o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) para coordenar o grupo.

Fontana já relatou outra proposta de reforma política que não avançou na Casa. Com a renúncia de Fontana, o PT indicou o deputado Ricardo Berzoini (SP) para a vaga. Fontana não escondeu o incômodo com a situação.

Ele chegou a dizer que Eduardo Alves foi "desrespeitoso" com a decisão da bancada do PT, que o teria escolhido para a vaga do partido.

O grupo, que começa a trabalhar a partir de amanhã, será formado por 14 deputados indicados pelos partidos do governo e da oposição. A comissão terá que discutir mudanças no sistema eleitoral.
 

continua após publicidade