Política

Exumação dos restos mortais de Jango será feita até o fim do ano

Da Redação ·





Por Fernando Mello

BRASÍLIA, DF, 9 de julho (Folhapress) - Os técnicos que farão a exumação dos restos mortais do ex-presidente João Goulart estimam que o trabalho seja feito até o fim deste ano. O cronograma completo das perícias será divulgado em setembro.

Em agosto, os peritos irão até o túmulo de Goulart para avaliar as condições de trabalho.

Hoje, uma reunião da Comissão Nacional da Verdade reuniu um grupo técnico coordenado por peritos da Polícia Federal. Peritos da Argentina e Uruguai vão se integrar ao grupo, que terá a supervisão da Cruz Vermelha, que atuou em casos semelhantes, como os dos corpos do ex-presidente chileno Salvador Allende e do poeta Pablo Neruda.

As análises serão feitas na PF em Brasília, mas materiais poderão ser enviados para laboratórios estrangeiros.

A coordenadora da Comissão da Verdade, Rosa Cardoso, e a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) salientaram que a exumação é apenas uma das linhas de investigação. Isso porque, após 37 anos da morte de Jango, os laudos podem não ser conclusivos.

"A documentação histórica também é muito importante", disse Maria do Rosário. "A exumação deve ser um capítulo de uma investigação mais ampla", disse Rosa Cardoso.
 

continua após publicidade