Política

Termina a reunião emergencial de Dilma com ministros

Da Redação ·
Termina a reunião emergencial de Dilma com ministros - nCrédito da foto - extra.globo.com
fonte:
Termina a reunião emergencial de Dilma com ministros - nCrédito da foto - extra.globo.com

A reunião da presidente Dilma Rousseff com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para avaliar as últimas manifestações e a violência ocorrida no País nos últimos dias já acabou. Além dos dois, a presidente esteve também com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e da Educação, Aloizio Mercadante.

O governo continua “perplexo” com tudo que está ocorrendo, mas descarta a possibilidade de cancelar qualquer tipo de evento programado, como começa a ser especulado. O governo assegura que o País tem condições de garantir a realização não só da Copa das Confederações, como de oferecer segurança à Jornada Mundial da Juventude ou à visita do Papa, no mês que vem. Apesar de problemas pontuais, a avaliação é de que a Copa está sendo realizada normalmente.

Não está decidido sequer quem vai falar em nome do governo federal sobre os últimos acontecimentos ou se alguém vai falar. No Planalto, há duas correntes que permanecem discutindo se a presidente Dilma deveria responder aos ocorridos. Há quem ache que, se ela convocar uma cadeia de rádio e TV para falar do vandalismo, poderia trazer o problema para o seu colo. Mas há quem defenda que, de alguma forma, ela, ou alguém designado por ela, fale em nome do governo federal.

Outras reuniões certamente acontecerão ao longo do dia. Dilma chegou ao Palácio do Planalto às 9h15 e pouco depois começou a reunião com o ministro da Justiça, que estava marcada para às 9h30. Dilma se reuniu também Mercadante, que é um dos seus mais próximos conselheiros, e com Aldo Rebelo, responsável pelos eventos esportivos.

continua após publicidade