Política

Dilma quer ajuda de dona Marisa na campanha

Da Redação ·
 Depois do encontro, ela conversou com o presidente Lula e mostrou saudade da Casa Civil
fonte: googleimagens.com
Depois do encontro, ela conversou com o presidente Lula e mostrou saudade da Casa Civil

A ex-ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, retornou na última quinta-feira ao CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), atual sede do governo. Esta foi a primeira a vez que Dilma foi vista no CCBB desde que deixou o governo, há duas semanas. Ela disse que foi lá para se encontrar com a primeira-dama, Marisa Letícia, para "uma conversa entre mulheres" e comentou que espera poder contar com ajuda dela na campanha, ressalvando que não foi este o assunto que a levou à atual sede do governo. Ela não quis detalhar os assuntos, entretanto.

continua após publicidade

- Eu sempre me aconselho com dona Marisa. Eu acho que a dona Marisa é uma pessoa que tem uma fortaleza interna e grande ternura. Eu aprendi a respeitar dona Marisa, a admirar dona Marisa e saber que ela é uma pessoa especial. Às vezes, ela não tem este nível de disposição que tem o presidente, o que é óbvio, mas vocês podem ter certeza de que ela é uma pessoa excepcional. Eu vim conversar com ela e sempre farei isso.

continua após publicidade

A pré-candidata contou que, depois de conversar com a primeira-dama, também se encontrou rapidamente com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reconhecendo que tem saudades do tempo em que trabalhava na Casa Civil:

- Eu sempre olho com muita saudade as pessoas. São pessoas com quem eu convivi intimamente durante esse tempo todo [...] olha, eu me comovo quando eu vejo eles.

continua após publicidade

Dilma esteve no CCBB entre 17h40 e 19h00. Quando chegou, Lula estava reunido com ministros, governadores e técnicos tratando da obra da ferrovia Transnordestina. Em seguida, o presidente se encontrou com governadores do PSB, mesmo partido do deputado Ciro Gomes (CE), que continua na disputa presidencial, para irritação do Planalto, que considera que sua presença atrapalha a subida de Dilma nas pesquisas.

continua após publicidade

Ao se dirigir à imprensa para dar entrevista, ao sair do CCBB, Dilma, mostrando que está afiada para a campanha, não deixou de brincar com uma criança que se misturava aos repórteres. Na rápida entrevista, ela fez questão de elogiar as repórteres "mulheres simpáticas, jornalistas muito vivas e competentes", que a estavam esperando.

continua após publicidade

A pré-candidata contou que, depois de conversar com a primeira-dama, também se encontrou rapidamente com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reconhecendo que tem saudades do tempo em que trabalhava na Casa Civil:

- Eu sempre olho com muita saudade as pessoas. São pessoas com quem eu convivi intimamente durante esse tempo todo [...] olha, eu me comovo quando eu vejo eles.

Dilma esteve no CCBB entre 17h40 e 19h00. Quando chegou, Lula estava reunido com ministros, governadores e técnicos tratando da obra da ferrovia Transnordestina. Em seguida, o presidente se encontrou com governadores do PSB, mesmo partido do deputado Ciro Gomes (CE), que continua na disputa presidencial, para irritação do Planalto, que considera que sua presença atrapalha a subida de Dilma nas pesquisas.

Ao se dirigir à imprensa para dar entrevista, ao sair do CCBB, Dilma, mostrando que está afiada para a campanha, não deixou de brincar com uma criança que se misturava aos repórteres. Na rápida entrevista, ela fez questão de elogiar as repórteres "mulheres simpáticas, jornalistas muito vivas e competentes", que a estavam esperando.