Política

Ministro do Supremo quebra sigilo de Lindbergh Farias

Da Redação ·
Ministro do Supremo quebra sigilo de Lindbergh Farias (Agência Senado)
fonte:
Ministro do Supremo quebra sigilo de Lindbergh Farias (Agência Senado)

BRASÍLIA, DF, 13 de junho (Folhapress) - O ministro José Antonio Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou a quebra de sigilos fiscal e bancário do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) no inquérito que investiga supostas irregularidades no Fundo de Previdência dos Servidores de Nova Iguaçu (RJ), quando ele era prefeito da cidade.

continua após publicidade
confira também


Toffoli autorizou o acesso às informações relativas ao período de janeiro de 2005 a dezembro de 2010. A decisão foi tomada na semana passada, mas publicada no início desta semana no "Diário de Justiça Eletrônico".


O pedido foi feito pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. O Ministério Público investiga suposta fraude que pode ter chegado a R$ 350 milhões, caso que foi apurado por uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara de Vereadores de Nova Iguaçu.

Gurgel afirma que existem indícios de que repasses ao fundo deixaram de ser feitos e cita "operações suspeitas", como aplicação dos recursos do fundo no mercado financeiro, o que segundo a procuradoria, não poderia ser feito.

A defesa de o senador petista nega a existência de irregularidade.