Política

Prefeito afirma que Pegorer não consegue explicar dívidas

Da Redação ·
Apucarana: Prefeito diz que Pegorer não consegue explicar dívidas
fonte: TNONLINE
Apucarana: Prefeito diz que Pegorer não consegue explicar dívidas

Com referência às declarações dadas à imprensa nesta semana pelo ex-prefeitode Apucarana, Valter Aparecido Pegorer (PMDB), no caso da multa de R$ 3,1 milhões do Pasep lançada agora contra o Município de Apucarana, o prefeito Beto Preto (PT) disse ontem que é preciso mesmo muita serenidade e perseverança para administrar tamanho rombo financeiro que recebeu como herança.

Quanto à afirmação de Pegorer, de que o atual prefeito temeria uma futura disputa com ele, Beto Preto esclarece aos eleitores que isso é impossível. “O ex-prefeito Valter Pegorer foi condenado a 5 anos e 10 meses de cadeia por repasse irregular de recursos a uma associação de moradores; a sentença foi confirmada pelo Tribunal de Justiça em dezembro de 2012 e, por se tratar de decisão colegiada, o ex-prefeito já está incluso na Lei da Ficha Limpa, ficando privado de seus direitos políticos por 8 anos”, comenta o prefeito Beto Preto.

continua após publicidade
confira também


Beto Preto lembra que, se não bastasse essa condenação, o ex-prefeito Pegorer também teve suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, no período em que presidiu o Consórcio Intermunicipal de Sáude do Vale do Ivaí e Região (Cisvir). A sentença, da qual não cabe mais recurso, foi dada em março pelo TC.

O atual prefeito relata ainda que Valter Pegorer também acumula outra condenação pelo Tribunal de Justiça do Estado, pela contratação - sem licitação - de uma banca de advocacia de Curitiba, pela bagatela de R$ 5 milhões.

“Portanto, as dívidas existem estamos fazendo parcelamentos para ter posse de certidões negativas, e o dinheiro sai dos cofres públicos para cobrir rombos criados por gestões temerárias”, conclui o prefeito Beto Preto, assinalando que “isso é fato, são números que estão registrados e que irão justificar novas ações de improbidade administrativa contra Pegorer”, conclui. O ex-prefeito se nega a conceder entrevista à Tribuna.