Política

Líder petista no Senado nega articulação do partido contra Eduardo Campos

Da Redação ·





Por Aguirre Talento

FORTALEZA, CE, 24 de maio (Folhapress) - O líder do governo no Congresso Nacional, senador José Pimentel (PT), rebateu o governador Eduardo Campos (PSB-PE) hoje afirmando que, no Brasil, "jamais um partido vai dificultar a vida do outro".

Ontem, Campos disse a aliados que o PT e o governo têm agido para evitar sua candidatura presidencial no próximo ano. Governadores de seu partido têm se manifestado contra a candidatura, o que os entusiastas da candidatura de Campos atribuem à ação do PT.

Questionado, Pimentel negou que haja essa movimentação. "Em um país democrático como o Brasil, onde as instituições funcionam, jamais um partido vai dificultar a vida do outro", disse, ao chegar a um encontro dos prefeitos cearenses com o governo federal em Fortaleza.

Sobre o projeto no Congresso que dificulta a criação de novos partidos -que teve apoio do governo e é considerado prejudicial a possível candidatura de Campos em 2014- o senador petista disse que o foco do debate é outro. "É correto um deputado federal vender o seu passe para levar tempo de televisão a outro partido?".

Pimentel afirmou que é cedo para dizer se o PT e o PSB estarão juntos no próximo ano. "Estamos em uma fase de definições de projetos nacionais, só depois saberemos."

A ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, também estava no evento, mas não quis comentar o desabafo de Campos com seus aliados.
 

continua após publicidade