Política

Ministro do STF critica "gigantismo" de ministérios no governo Dilma

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 23 de maio (Folhapress) - O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), fez hoje uma crítica ao que chamou de "gigantismo" de ministérios da presidente Dilma Rousseff, com 39 pastas. Segundo Mendes, esse é um exemplo de "burocracia", que deve ser revisto. Mendes fez sua crítica ao abrir o 3º seminário internacional de direito administrativo e administração publica, promovido pelo instituto Brasiliense de direito público. Ao propor o debate sobre gestão pública, Mendes defendeu a necessidade de maior eficiência na administração. "Há um gigantismo, muita burocracia", justificou o ministro. No início do ano, Dilma criou a 39ª pasta da administração federal, a Secretaria da Micro e Pequenas Empresas, que é comandada por Guilherme Afif Domingo (PSD), que acumula o cargo com o de vice-governador em São Paulo. O governador Geraldo Alckmin participa do seminário, que conta também o senador Blairo Maggi (PR-MT) e o ex-senador Rodolpho Tourinho Neto (DEM-BA) entre os palestrantes. Na pauta, a importância de investimentos em infraestrutura. "O Brasil ficou caro antes de se tornar um país rico", afirmou Alckmin.  

continua após publicidade