Política

Candidato do PMDB é indicado governador do DF

Da Redação ·
 Rogério Rosso (PMDB) é eleito governador do DF.
fonte: Divulgação/GDF
Rogério Rosso (PMDB) é eleito governador do DF.

Apontado como favorito para ganhar a eleição indireta ao governo do Distrito Federal, Wilson Lima (PR), que exercia desde fevereiro o cargo de governador do Distrito Federal, foi derrotado neste sábado (17) pelo candidato do PMDB, Rogério Rosso, em eleição indireta. Ele assume a vaga após a cassação do governador cassado José Roberto Arruda (Ex-DEM, sem partido).

continua após publicidade

Rosso recebeu votos de 13 dos 24 deputados distritais, enquanto Lima ganhou apenas quatro votos.

A reviravolta ocorreu após uma série de articulações entre os partidos desde a noite desta sexta (16). Na tarde deste sábado, um grupo de candidatos teria se reunido na casa do deputado federal Alberto Fraga (DEM) para decidir qual candidato o partido apoiaria. O DEM, partido do qual Arruda saiu em meio ao escândalo, dividiu-se na eleição, com um voto para Antônio Ibañez (PT), outro para e Rosso e uma abstenção.

continua após publicidade

Lima recebeu somente quatro votos: Jaqueline Roriz (PMN), Milton Barbosa (PSDB), Paulo Roriz (DEM) e Raimundo Ribeiro (PSDB). Ele deixou a Câmara Distrital sem falar com a imprensa. O candidato Luiz Filipe Coelho (PTB) não recebeu nenhum voto, e o candidato do PT, Antônio Ibañez, levou seis votos.

O peemedebista tomará posse no plenário da Câmara Legislativa no dia 19 de abril, às 10h - dois dias antes de Brasília comemorar 50 anos.

Rosso foi secretário de Desenvolvimento Econômico e administrador de Ceilândia no último governo de Joaquim Roriz (PSC). O peemedebista também participou da gestão de Arruda, quando presidiu a Codeplan (Companhia de Planejamento do Distrito Federal).

continua após publicidade

Antes da votação, cerca de 200 manifestantes contrários à eleição indireta fizeram um protesto, e alguns entraram em confronto com policiais militares em frente à Câmara, e pelo menos três pessoas ficaram feridas.

A eleição indireta foi convocada depois que o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) cassou o mandato do ex-governador Arruda por infidelidade partidária. Arruda deixou o DEM depois que foi citado como o mandatário de um suposto esquema de pagamento de propina dentro do governo do DF.

Críticas

continua após publicidade

A eleição foi alvo de diversas criticas inclusive do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que questionou a legitimidade da participação dos deputados investigados no pleito. Gurgel foi quem apresentou ao STF (Supremo Tribunal Federal) o pedido de intervenção federal no DF.

- Eu tenho uma preocupação muito grande sobre que governador vai ser eleito por um colégio eleitoral marcadamente comprometido com todo esse esquema criminoso e vejo a intervenção como a única maneira como o único caminho que nós temos para assegurar o saneamento do Distrito Federal.