Política

Solenidade de devolução do mandato de Prestes será na quarta

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 19 de maio (Folhapress) - A solenidade de devolução simbólica do mandato de senador para o líder comunista Luiz Carlos Prestes (1898-1990) foi remarcada para a próxima quarta-feira, às 15h30. A informação foi confirmada pelo senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), após reunião com o presidente Renan Calheiros e familiares de Prestes. As informações são da Agência Senado.

Para Inácio Arruda, a devolução do mandato de Prestes é uma "correção histórica" e uma forma de consolidar a democracia. O senador disse que a cassação por questões ideológicas foi algo extremamente grave e exigia essa correção. Para o senador, o legado de Prestes é evidenciar a importância da luta pelo processo democrático no Brasil.

"Um operário e uma mulher perseguida pela ditadura chegaram à Presidência da República. Era isso que Prestes queria", afirmou o senador.

Para Maria Prestes, viúva de Luiz Carlos Prestes, a devolução simbólica do mandato representa a correção de uma injustiça. Ela disse que o marido nunca guardou mágoa do Senado, mas via a cassação como um retrocesso na democracia do país. Maria Prestes fez questão de ressaltar que a família não busca reparação financeira, mas quer resgatar o nome de um homem "que foi honesto, sincero e que sempre defendeu o Brasil".

"É uma vitória nossa conseguir esse reconhecimento", declarou.

Na sessão da próxima quarta, também será devolvido o mandato de Abel Chermont (1887-1962), suplente de Prestes.
 

continua após publicidade