Política

CCJ discute propostas para evitar crimes bárbaros

Da Redação ·

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado promove audiência pública para discutir políticas de proteção a crianças e famílias contra crimes bárbaros como os que ocorreram em Luziânia (GO), onde um pedreiro confessou ter assassinado seis adolescentes depois de explorá-los sexualmente.

continua após publicidade

Participam o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o diretor de Inteligência da Polícia Federal, Marcos David Salem, e a coordenadora da Região Integrada do Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, Viviane de Faria.

As mães dos seis jovens mortos devem acompanhar a audiência. Elas vão pedir que o pedreiro Adimar Jesus da Silva seja transferido de Goiânia para a Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, e que ele seja julgado em um tribunal do Distrito Federal.