Política

Governo põe fim ao drama de 30 mil profissionais da educação

Da Redação ·
  A solução para a situação dos professores da rede estadual que fizeram cursos de graduação na Vizivali foi uma das primeiras medidas anunciadas
fonte: divulgação
A solução para a situação dos professores da rede estadual que fizeram cursos de graduação na Vizivali foi uma das primeiras medidas anunciadas

O Governo do Paraná está dando solução definitiva para o drama dos 30 mil professores que há quase uma década esperavam para validar diplomas da Faculdade Vizinhança Vale do Iguaçu (Vizivali). Milhares de ex-alunos da faculdade, que atuam na rede estadual de ensino, agora concluíram os cursos de licenciatura em pedagogia ofertados pelas universidades estaduais do Paraná.

continua após publicidade

“A solução para a agonia destes professores é um compromisso que vem sendo cumprido integralmente”, afirma o governador Beto Richa. “Essa caminhada envolve esforços da Secretaria da Educação, das nossas universidades estaduais e de outras instituições como o Ministério Público Estadual”, explica.

Cerca de 13 mil profissionais que fizeram os cursos para egressos da Vizivali começaram a se formar neste mês. Entre esta quarta-feira (10/04) e sábado acontecem formaturas de 800 alunos, nos municípios de Congonhinhas e Assai, Pinhão, Jacarezinho e Bandeirantes e também em Nova Tebas e Pato Branco. Na semana passada, 670 alunos receberam seus títulos.

continua após publicidade

Os cursos das universidades estaduais passaram a ser oferecidos no final de 2011, em 47 polos de educação a distância, que fazem parte da Universidade Aberta do Brasil: Ponta Grossa (UEPG), Maringá (UEM), Londrina (UEL) e do Centro-Oeste (Unicentro). Até junho próximo acontecerão as formaturas em cada um dos pólos.

“Mais que diploma, esses professores estão recebendo de volta a dignidade e o respeito profissional que tanto merecem”, afirma o vice-governador e secretário estadual da Educação, Flávio Arns, que será paraninfo das turmas de todas as turmas da Unicentro.

RESGATE – A solução para a situação dos professores da rede estadual que fizeram cursos de graduação na Vizivali foi uma das primeiras medidas anunciadas pelo governador Beto Richa, no início da gestão.

continua após publicidade

De lá até aqui, a Secretaria Estadual da Educação se dedica à resolução do problema. A primeira etapa foi resolver a situação de quase 10 mil professores que haviam se graduado na Faculdade. Houve uma grande mobilização, que culminou com o reconhecimento legal dos diplomas desses profissionais.

Outra etapa que está sendo resolvida pelo governo estadual é o reconhecimento profissional de cerca de sete mil agentes educacionais que se formaram pela Vizivali e também não conseguiram validar seus títulos. “Vamos solucionar também este problema e virar a página desse triste e longo descaso”, afirma Flávio Arns.