Política

Agricultor é morto no assentamento onde Dorothy foi assassinada

Da Redação ·





Por Aguirre Talento

BELÉM, PA, 28 de março (Folhapress) - Um agricultor foi morto ontem em Anapu (772 km de Belém), no mesmo assentamento onde em 2005 foi assassinada a missionária norte-americana Dorothy Stang, o PDS (Projeto de Desenvolvimento Sustentável) Esperança.

A Polícia Civil investiga se o crime foi motivado por questões agrárias. Há também outras hipóteses, como a de vingança de desafetos.

Enival Soares, 41, costumava fazer denúncias ao Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) sobre desmatamento ilegal e outros problemas nos lotes do PDS Esperança, segundo investigação da polícia.

O agricultor estava em uma moto em uma estrada vicinal do assentamento quando dois homens em outra moto o abordaram e efetuaram tiros, que atingiram a cabeça da vítima.

Soares levava na moto uma criança de 12 anos, que deverá ser ouvida pela polícia como a principal testemunha do caso.

O coordenador do Incra em Anapu, Fagner Garcia, diz acreditar que o crime não tenha relação com questões agrárias. "O PDS está há dois anos pacificado e Enival não era um dos líderes do assentamento", afirmou.

A principal idealizadora do PSD Esperança, criado em 2004, foi Dorothy Stang. Atualmente, o assentamento tem 237 famílias, que produzem banana, farinha de mandioca, cacau e outros produtos.
 

continua após publicidade