Política

Dilma volta a defender que royalties sejam destinados à educação

Da Redação ·

Por Daniel Carvalho, Enviado especial SERRA TALHADA, PE, 25 de março (Folhapress) - A presidente Dilma Rousseff voltou a defender hoje que os recursos dos royalties da exploração de petróleo sejam destinados integralmente à educação. A presidente viu durante um evento em Serra Talhada (PE) um cartaz que pedia que 10% dos investimentos federais fossem direcionados à área e reagiu. Dilma disse que todos os recursos deveriam seguir para a educação por não haver outra fonte para esse tipo de investimento. "Nenhum governador, nenhum prefeito tem dinheiro para pagar professor no Brasil", afirmou. "Eles não têm de onde tirar os recursos." "Eu sei de onde sai o dinheiro. O dinheiro sai de onde tem o dinheiro que são os recursos originários da exploração do petróleo no nosso país", afirmou a presidente durante o evento ao lado do governador Eduardo Campos (PSB). Na semana passada, a ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia, atendendo a Estados produtores de petróleo, suspendeu provisoriamente os efeitos da lei que determina uma nova distribuição dos royalties entre os Estados, com percentual maior do que o atual para os não produtores. Rio e Espírito Santo são os dois principais produtores e perdem bilhões de reais com a mudança. Por isso recorreram ao STF contra a lei. A decisão vai prevalecer até que o STF se reúna para examinar o caso, o que deve ocorrer em abril.  

continua após publicidade