Política

Condenados no mensalão ganham destaque em exposição do PT

Da Redação ·

Por Erich Decat BRASÍLIA, DF, 19 de fevereiro (Folhapress) - Em comemoração aos 33 anos de fundação do partido, a liderança do PT na Câmara dos Deputados promoverá uma exposição em que terá entre os destaques petistas condenados no processo do mensalão. Distribuídos em painéis, a história do partido é descrita em fotos e pequenos textos ao longo de uma galeria de acesso ao plenário da Casa. Entre as imagens está a do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e a do ex-presidente do partido e deputado José Genoino (SP). Dirceu foi condenado no processo do mensalão à pena de dez anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha. Ele aparece em uma foto feita no final dos anos 1990 em manifestação durante a chamada Marcha dos 100 mil. Genoino que tomou posse como deputado no início de janeiro foi condenado a seis anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele aparece em uma foto feita durante manifestação em frente ao Congresso no início da década de 1990. Além dos dois, o ex-presidente Lula aparece em diversas fotos. A presidente Dilma Rousseff também é lembrada pela vitória nas eleições de 2010. Ocorrido durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula, o episódio do mensalão não é citado. Entre os anos de 2003 e 2006 há apenas espaço para a descrição das vitórias nas eleições municipais e a reeleição de Lula em 2006. A reportagem teve acesso ao convite que será enviado aos parlamentares do partido que diz: "agora é hora de você relembrar a trajetória que mudou o Brasil". A galeria com os painéis deve ficar exposta até o próximo dia 28. Amanhã, o PT comemora em São Paulo os dez anos no comando do governo federal. Lula e a Dilma devem comparecer ao evento.  

continua após publicidade