Política

Novo presidente diz que perdoa adversários por críticas

Da Redação ·

Por ANDREZA MATAIS, MÁRCIO FALCÃO e ERICH DECAT BRASÍLIA, DF, 4 de fevereiro (Folhapress) - Em sua primeira entrevista após ser eleito presidente da Câmara, o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) disse que é um democrata, por isso consegue "compreender e perdoar" críticas que recebeu de adversários durante sua campanha. Um dossiê apócrifo com informações sobre processos que o deputado responde na Justiça chegou a ser distribuído hoje nos gabinetes dos deputados. "São coisas menores", disse. Para Alves, a disputa foi democrática e todos os candidatos tiveram a oportunidade de expor suas ideias. O deputado disse que a eleição "é um sonho realizado". Ele tem 42 anos de mandato. "Tenho muito trabalho pela frente, essa Casa requer debate, clareza, decisão. Serei um parlamentar cada vez mais dedicado a esse parlamento", disse Alves. Sobre o número de votos que recebeu estar abaixo do previsto por aliados durante na sua campanha, o deputado afirmou: "Tem o otimista, o realista e o pessimista. Venceram os três. Foi uma vitória espetacular." Alves foi eleito com 271 votos, contra 165 de Júlio Delgado (PSB-MG), 47 de Rose de Freitas (PMDB-ES) e 11 de Chico Alencar (PSOL-RJ). Três deputados votaram em branco.  

continua após publicidade